Sobe para 37 o número de mortes no Rio Grande do Sul, diz Leite


Última vítima foi uma criança de 8 a 9 meses de vida; governador disse que alertas estão sendo enviados à população

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), disse na noite desta 4ª feira (6.set.2023) que o número de mortes em decorrência do ciclone extratropical no Estado subiu para 37. A declaração foi dada em entrevista à GloboNews.

Segundo o governador, a 37ª vítima foi uma menina de 8 a 9 meses de vida, no município de Cruzeiro do Sul. Leite afirmou que foi realizada a remoção de mais de 2.000 pessoas por helicópteros e botes do Corpo de Bombeiros, do Exército e da Brigada Militar.

O tucano disse ainda que foram enviados alertas de chuva para a população, mas que, apesar de os “modelos matemáticos” terem mencionado as chuvas e a intensidade, o volume da chuva não foi previsto.

“Não estamos falando de localidades em zonas de risco, nós estamos falando da área central da cidade”, disse o governador ao mencionar a visita feita à cidade de Roca Sales. De acordo com Leite, a altura da água no centro da cidade chegou a 4 metros.

CICLONE EXTRATROPICAL ATINGE NORTE GAÚCHO

Um ciclone extratropical vem atingindo o Rio Grande do Sul desde domingo (3.set). Outras mortes também foram registradas em Santa Catarina.

A região do norte gaúcho foi a mais atingida pelo ciclone. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), mais de 60 cidades gaúchas enfrentam consequências da tempestade.

Abaixo, o Poder360 explica na sequência de infográficos o que é e como se forma um ciclone. Entenda:



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *