Sobe para 16 o nº de mortos em operação policial no Guarujá

[ad_1]

Em 5 dias de ação no litoral paulista, a polícia prendeu 58 pessoas e apreendeu 400 kg de drogas

A SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) confirmou que o número de mortos na operação policial no Guarujá (SP) subiu para 16 desde a última 6ª feira (28.jul). Ao todo, a polícia já prendeu 58 pessoas e apreendeu 400 kg de drogas e 18 armas.

A Operação Escudo foi iniciada na 6ª feira (28.jul) em reposta ao assassinato do PM da Rota Patrick Bastos Reis, morto a tiros no dia anterior. O número de mortos ainda diverge do divulgado pela Ouvidoria da Polícia, que fala em 19 mortes.

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, confirmou a prisão do 4º criminoso acusado de envolvimento na morte do policial.

Em entrevista a jornalistas na 2ª feira (31.ago), Tarcísio se disse “extremamente satisfeito” com a ação da polícia. “Nós não vamos deixar passar impune agressão a policial. Não é possível que o bandido, que o criminoso, possa agredir um policial e sair impunemente, então nós vamos investigar, nós vamos prender, nós vamos apresentar à Justiça, nós vamos levar ao banco dos réus. Foi isso exatamente que foi feito nesse fim de semana. Estou extremamente satisfeito com a ação da polícia”, falou o governador.

ASSASSINATO DO PM

Na noite de 5ª feira (27.jul), Patrick Bastos Reis patrulhava a região da comunidade da Vila Zilda, no Guarujá, quando foi atingido por tiros. Ele foi levado para a emergência hospitalar, mas não resistiu. Outro policial também ficou ferido, mas passa bem.

Em resposta, na 6ª feira (28.jul), a polícia deu início à Operação Escudo, que matou mais de uma dezena de pessoas.


Leia mais sobre o caso:



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *