Senado deve agora cumprir seu papel, diz Pacheco sobre tributária


Senadores avalizam que texto aprovado pela Câmara será votado apenas no 2º semestre e que haverá mudanças

Ó Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), reuniu-se nesta 6ª feira (7 de julho de 2023) na Câmara dos Deputados para aprovação da reforma tributária na 5ª feira (6 de julho). Pacheco citou ou presidente da Câmara, Artur Lira (PP-AL), e relator da proposta, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e disse que Agora é a vez do Senado “cumpra seu papel”.

“Concluir o trabalho feito pela Câmara dos Deputados, em razão da aprovação da Reforma Tributária, o povo do presidente Arthur Lira e do relator, deputado Aguinaldo Ribeiro. Cabe agora ao Senado cumprir o seu papel de entregar essa importante reforma ao país”, publicou Pacheco em seu perfil no Twitter.

A reforma tributária foi aprovada em Câmara dos Deputados na noite da 5ª feira (6 de julho de 2023). Os deputados aprovaram no 1º turno e, na sequência, no 2º turno com 375 votos a favor e 113 contra.

Agora, a Câmara precisa analisar os destaques enviar a PEC ao Senado, onde os senadores avaliam que o texto só será votado no 2º semestre e deve ser alterado.

Mas eu desisto, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, diz que o governo não vai ter “grandes dificuldades não Senado” para aprovar ou enviar um texto. Segundo ou ministro, houve um “aumento substantivo de propostas aceitas”ou que lhe dê otimismo para a votação na Casa Alta.

“Ele é [senadores] Ele está se sentindo muito contemplado pela obra que o Aguinaldo fez. Ele já considerou a PEC 110 que estava no Senado, fez um trabalho de mediação muito grande”disse Haddad.


Leia mais sobre a reforma tributária:



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *