Quais são as vantagens do Open Banking – ou Open Finance?

O Open Banking – agora conhecido como Open Finance – é um sistema que permite que o cliente pegue todas as suas informações registradas em uma instituição e como as empresas que quiserem, sem ter que começar do zero com um novo banco, fintech e diversas outras financeiro. Existem muitas vantagens do Open Banking que podem impactar diretamente as pessoas.

Como assim? Imagine todo o crédito histórico que você, ao longo das informações de sua instituição financeira – as contas bancárias depositadas, as prestações, as finanças, o perfil de gastos… ” dentro da instituição; você não consegue-las para outras empresas.

Com a implementação do Open Banking, isso passa a ser possível. As pessoas podem receber todas essas informações e ter as para um relacionamento, sem nenhuma informação, com uma nova instituição.

Hoje, esse é um processo super burocrático – e começar a usar um novo serviço nem sempre é uma experiência completa.

Como vantagens do Open Banking, nesse sentido, têm muito a ver com dar transparência e controle para as pessoas sobre suas informações – assim como estimular novos produtos a competição no mercado para criar, gerar taxas mais atrativas e prestar melhor atendimento.

Afinal, com a facilidade de levar seus dados para onde quiser, os bancos precisarão se tornarem mais atrativos para manter seus clientes.

Por exemplo, imagine que você quer pegar um exemplo, mas as taxas de seu banco estão muito altas. Hoje, você pode ir em outra instituição para tentar uma taxa melhor, mas não consegue obter suas informações para ajudar na negociação.

Com o Open Banking, você poderá levar seu histórico facilmente, com esses dados, a instituição pode oferecer juros atrativos mais atrativos para competir com seu banco.

 

Quais as vantagens do Open Banking?

Como principais vantagens do Open Banking, ou Open Finance, são:

  • Mais liberdade e autonomia para os clientes: hoje, a burocracia interna das instituições é uma barreira enorme na hora de tentar mudar de banco ou corretora de seguros, por exemplo. E quanto maior o tempo de relacionamento com uma instituição, mais informações ela tem a seu respeito. Ao migrar, pelo menos parte dessas informações se perde. Com o Open Banking, você não fica preso a esse sistema.
  • Menos custos: o sistema é muito mais integrado, permitindo cortar intermediários e tornar os processos mais rápidos e baratos. É possível fazer tudo de um aplicativo só (inclusive por um aplicativo de mensagens), em vez de vários vários instalados no seu celular.
  • Mais competição: o Open Banking é uma barreira de entrada para novos serviços e produtos, criando um ambiente mais competitivo e com mais opções para o consumidor. Por exemplo: Se a opção de escolha do banco A tem juros bem altos, o cliente pode optar por levar todo o histórico e pedir para a instituição B uma proposta melhor, para comparar os juros. Em outras palavras, o Open Banking estimula a competição entre instituições. Veja produtos manter seus clientes, elas vão oferecer mais e melhores condições.

Como a conversa entre as instituições vai ser possível?

Toda essa conversa entre instituições será possível por meio de uma tecnologia chamada API (interface de programação de aplicações, em português). Ela é uma espécie de área compartilhada em que os sistemas conseguem se comunicar entre si.

Por exemplo: toda vez que você acessa a página está um site, o seu navegador só mostra como informações porque está “conversando” com a API do servidor no qual alojada.

As APIs fazem parte de diversos programas usados ​​em todos os tipos de empresas. Vários sites também usam como APIs abertas de redes sociais para criar formas mais rápidas de cadastro.

É por isso que você consegue fazer login em alguns sites usando algum perfil de rede social – mas apenas se autorizar isso.

De forma semelhante, a proposta do Open Banking é que todo o mercado financeiro APIs abertas.

Cada banco, empresa, fintech, operadora de cartão, operadores de seguros, plataforma de investimentos e várias outras instituições continua tendo autonomia para desenvolver os produtos que corretores, com a tecnologia que escolher e adotar todos os procedimentos de segurança. A diferença é que passa a existir uma forma padronizada de conversar.

Lembrando que nenhum deles tem acesso aos seus dados sem que você escolha compartilhar suas informações.

Veja também:

Open Banking ou Open Finance: quais cuidados devem ser tomados para evitar golpes

O Open Banking considera todo o histórico financeiro do cliente?

Quando o Open Banking chega ao Brasil?

No Brasil, o cronograma para implementação do Open Banking foi dividido em 4 fases em 2021, de acordo com o Banco Central. A primeira fase começou em 1 de fevereiro do ano passado.

Acontece, em fase, cada etapa para que o sistema funcione como uma especificação básica entre todas as instituições: desde a liberação de sistemas até a funcionalidade para os clientes. Veja o cronograma previsto.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *