Processo de demissão online, como fazer e o que diz a lei sobre isso?

A tendência ao escritório em casa e o distanciamento social causado pela pandemia Covid-19 impulsionaram o processo de demissão online. Certamente, este tipo de demissão é seguro, prático e rápido. Entretanto, sem o devido cuidado, a empresa pode proteger a imagem e o funcionário.

Neste artigo, vamos explicar mais sobre como funciona, como as boas práticas minimizam os efeitos negativos e o que a lei trabalhista diz sobre demissão remota. Siga-nos nas informações abaixo!

Como funciona a demissão online?

A demissão online acompanha o crescimento do modelo de trabalho descentralizado e as medidas de segurança sanitária relacionadas à pandemia. Neste contexto, os funcionários de uma empresa podem trabalhar em seu escritório em casa ou em outro tipo de estação de trabalho.

Bem, se os amigos perseguem suas vidas profissionais remotamente, por que não realizar uma demissão no mesmo molde? Este é o pensamento de muitas organizações. Assim, online pode chegar ao poder, ex do funcionário que se muda para a missão do escritório da empresa.

Até mesmo a fase de controle é realizada. Isto é possível com a ajuda de possíveis plataformas de gerenciamento de RH que automatizam e otimizam cada fase do processo de demissão.

O que diz a lei trabalhista sobre demissão online?

A reforma da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) tem artigos que tratam de trabalho híbrido ou remoto, mas não de demissão neste formato. A razão é que o despedimento online é uma tendência muito recente e a aprovação da reforma trabalhista ocorreu em 2017.

Portanto, as empresas não estão proibidas de realizar demissões remotas. Entretanto, este processo deve seguir as mesmas regras trabalhistas que são dadas para os despedimentos tradicionais.

De acordo com esta legislação, embora o despedimento não seja proibido, ele deve ser a alternativa do empregador. Portanto, dadas as dificuldades, é importante que as empresas pensem cuidadosamente antes de despedir um trabalhador, especialmente se for um despedimento sem justa causa.

Como demitir um funcionário remotamente?

Os procedimentos para a demissão remota de um funcionário são muito similares aos de uma demissão presencial. Abaixo, explicamos algumas das práticas deste processo com mais detalhes.

Qual é a entrega necessária para o despedimento virtual?

Ao desconectar a demissão, a empresa deve avisar que o aviso será trabalhado ou informado.

Após o aviso, a empresa tem 10 dias combinados para o pagamento e assinatura do restante.

Os documentos e ações para a eficácia do trabalho online são:

  1. Termo de rescisão do contrato de trabalho;
  2. Se aplicável, prova de notificação ou prova de pedido de cessão;
  3. Cancelamento do livro de exercícios digital. De acordo com a Portaria nº. 1065 de 20 de setembro, não é necessário fornecer a remissão19 na carteira física (casos de mão-de-obra possuída). A empresa só tem que enviar os eventos de cancelamento de registro para o e-Social;
  4. Declaração para fins de encerramento da conta do FGTS vinculada ao trabalhador;FGTS Formulário de Recolhimento de Faltas (GRRF);
  5. Cópia do acordo de associação ou acordo de negociação coletiva;
  6. Requerimento de seguro, em caso de demissão sem justa causa;
  7. Certificado de Saúde Ocupacional (ASO) para demissão ou periódico – se este último estiver dentro do período de validade.

É importante que a empresa não se esqueça de enviar à eSocial os avisos de rescisão (trabalhados, compensados ou mistos) através do evento S-2250 dentro de 10 dias a partir da data da comunicação, e as informações de rescisão no evento S-2299 dentro de 10 dias a partir da data da rescisão.

Como a empresa e o funcionário assinam os documentos (demissão)?

Quanto à assinatura de documentos, o profissional e a empresa podem utilizar uma plataforma virtual. Desta forma, a entrega inteira recebe uma assinatura digital que tem o mesmo valor legal que uma assinatura física.

A principal vantagem deste tipo de assinatura é que ela evita a necessidade de o funcionário viajar para a empresa. Além disso, a assinatura digital é segura, o que torna a fraude, que pode levar a processos de trabalho de segurança, mais difícil.

Quais são as vantagens da demissão online?

Ao analisar os processos envolvidos na demissão online, podemos ver várias vantagens em sua implementação na empresa. As principais vantagens estão listadas abaixo.

Otimiza as rotinas de demissão

As etapas de um processo de demissão exigem tempo e esforço dos profissionais de RH. Quando a demissão é remota, a área de RH conta com tecnologias que automatizam os processos burocráticos, economizando tempo e aumentando o desempenho dos funcionários.

Da mesma forma, o profissional demitido também se beneficia. Afinal, ele ou ela não tem que passar por um processo de demissão estressante com demandas e empregos complexos. Esta situação pode piorar a saúde mental nesta fase que, para muitos, é muito difícil de ser vivenciada.

Facilitando a coleta de documentos

Ao falar sobre os passos burocráticos de um processo de demissão, a documentação vem à mente. Além do trabalho, esta etapa também requer organização e muito trabalho, porque atrasos e outros definidos.

Em vez disso, tem funcionalidades online com funções de missão para a coleta remota de documentos. É possível até mesmo coletar a assinatura do funcionário remotamente. Depois de receber toda a documentação, o sistema arquiva tudo com segurança.

Evita erros potenciais

O RH lida com muitas informações fechadas durante o processo de demissão. Um exemplo é o cálculo dos fundos trabalhistas, especialmente o pagamento do salário do mês anterior, horas extras e avisos salariais adicionais.

Sem ferramentas virtuais de alto desempenho, é fácil cometer erros nesta fase da missão. As perguntas são feitas por ex-funcionários.

Possibilita uma melhor integração com a contabilidade

A área de contabilidade tem um papel fundamental no cálculo dos direitos trabalhistas de um profissional demitido. Portanto, é importante que haja uma integração entre este setor e os recursos humanos. Uma maneira de alcançar esta interação é através das aplicações digitais da missão online.

Com técnicas de gerenciamento de dados, e gerenciamento de operações de trabalho colaborativo.

Você pode gostar:

7 Ideias para melhorar o offboarding nas empresas!

Campos personalizados: adicionais ou RH podem registrar informações

Como comunicar a demissão remotamente ao funcionário?

Apesar de ser um procedimento eficaz, a tarefa remota tem sido muito requisitada:

De acordo com um artigo no site da Harvard Business Review, é uma boa dose de empatia e necessária para práticas bem administradas. Quais são essas práticas? Aqui estão alguns deles.

Planejando a decisão: o que precisa ser considerado antes da demissão?

As notícias sobre demissão devem ser baseadas em ações que minimizem os impactos negativos sobre o funcionário. Por exemplo:

Uma área de gestão de pessoas deve ter a intenção ativa de comunicar a redundância necessária para mostrar os benefícios e começar a ajudar o profissional;
Como as entrevistas de saída devem ser individuais, elas são agendadas um dia antes da comunicação e são emitidas na manhã do dia seguinte;
Toda a documentação de maneira clara e a forma como a coleta de materiais de trabalho será realizada deve ser transmitida aos profissionais.
Humanizando o processo de demissão à distância

Como aqui, é possível realizar um processo de demissão humanizado, embora remotamente. Para este fim, o RH pode pensar em ações focadas em empatia, acolhimento e cuidado emocional para o profissional desconectado. Dentre essas ações, podemos destacar

  1. Conversa online com o psicólogo da empresa;
  2. Escuta ativa;
  3. Aconselhamento sobre recolocação no mercado de trabalho;
  4. Aconselhamento sobre cuidados de saúde mental.

Quando o RH se preocupa em proporcionar esses benefícios, o funcionário inicia o novo ciclo da vida profissional com mais confiança e segurança.

Fornecer feedback sobre o desempenho

Uma das coisas mais frustrantes que podem acontecer a um profissional é ser deixado ir sem saber o que a empresa pensa sobre seu desempenho. Quando isso acontece, o funcionário fica sem direção, não entende como melhorar e pode até mesmo sentir baixa auto-estima.

Por outro lado, quando o RH dá feedback de desempenho, os pontos fortes e fracos do funcionário são percebidos. O sentimento de gratidão para com a empresa faz com que o funcionário seja recomendado a outros profissionais.

Comunicar a decisão ao funcionário

Ao comunicar a demissão, os gerentes devem falar de forma educada e objetiva. Embora esta não seja uma ocasião agradável para sorrisos amplos, a conversa deve ter um tom e toques de seriedade.

Vale lembrar que, ao ouvir a notícia da demissão, o profissional pode ser transformado em uma mistura de emoções e pensamentos confusos. Portanto, é necessário que os gerentes sejam pacientes e ouçam tudo o que o funcionário tem a dizer.

Mesmo que todas as regras sejam cumpridas com amargura ou revolta, os gerentes devem permanecer calmos e evitar refutar tudo o que o praticante diz. Afinal de contas, ele ou ela está em um momento de estresse acalorado e nada pode ser discutido.

É possível permitir benefícios aos funcionários permitidos?

Uma excelente estratégia utilizada por algumas empresas é a extensão dos benefícios. Esta prática está ligada ao processo de demissão humanizada e pode incluir:

Plano de saúde por mais 6 meses após o despedimento (esta opção é assegurada pela Lei 9.656/98 para qualquer trabalhador despedido sem justa causa);
Pacote de sessões de terapia com psicólogos;
Vales de alimentação por um mês após a demissão, entre outros.

É importante lembrar que devem ser estabelecidas regras para estas regras de aplicação de benefícios, e que elas devem seguir a mesma linha para todos os funcionários, discriminação e problemas futuros. Além disso, é interessante acrescentar estas regras no regulamento interno da organização, para maior segurança jurídica.

Quando a empresa oferece estes benefícios pós-reforma, o funcionário fica mais relaxado e agradecido. Desta forma, a organização melhora seus meios de comunicação entre os profissionais do mundo dos negócios. Além disso, mostra que a empatia pela dor dos outros é um dos seus valores mais preciosos.

Gostou do conteúdo? Continue navegando pelo site do Sertão Alerta portal para mais conteúdos e notícias como esta!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *