PRF deve ser “repensada”, diz Gilmar após morte de Heloísa


Menina de 3 anos foi baleada por agentes da corporação durante operação em Duque de Caxias (RJ)

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), criticou neste sábado (16.set.2023) a ação violenta da PRF (Polícia Rodoviária Federal). Ele cita a morte de Genivaldo Santos, morto em 2022 em uma “viatura transformada em câmara de gás” e Heloísa Silva. A menina de 3 anos foi baleada por agentes durante operação em Duque de Caxias (RJ) em 8 de setembro. Ela morreu na manhã deste sábado (16.set) depois de piora no quadro. O ministro disse que a corporação “protagoniza episódios bárbaros” e, nas horas vagas, “envolve-se com tentativas de golpes eleitorais“, e por estas razões merece ter a sua existência repensada. Para violações estruturais, medidas também estruturais”.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *