Prefeitos se dizem “preocupados” com unificação de ICMS e ISS


FNP afirma que Senado vai agir para que reforma tributária garanta “receitas compatíveis com as demandas” dos dois municípios

PARA PNF (Frente Nacional dos Prefeitos) divulgou nota nesta 5ª feira (13 de julho de 2023) na qual diz “preocupado” com a unificação dos dois ICMS e ISS prevista pela reforma tributária aprovada pela Câmara dos Deputados neste 1º semestre. Você está em todo (92 KB).

Embora a instituição diga para reconhecer você “ajustes não aprovados texto”indica que em 2022 o ISS representou 45% da receita corrente dos municípios. “Para 145 cidades, onde vive ⅓ da população, é a 1ª ou 2ª fonte de recursos”afirmado ou texto.

“Para garantir a autonomia municipal, o FNP atuará no Senado para garantir receitas próprias compatíveis com as demandas locais. Substituí-los por repasses é inconstitucional e implica em insegurança no planejamento das ações municipais”sinalizou.

A FNP estabelece que o planejamento dos repasses de recursos está subordinado à gestão de “outra entidade” e que, portanto, decidir quanto os valores a serem enviados aos municípios podem carregar em “Não há receitas, imprevisibilidade ou falha e comprometimento dos serviços públicos locais”.

“Outro aspecto que requer atenção é a aplicação efetiva da imunidade recíproca, evitando que um ente pague imposto a outro, simplificando as relações entre Fisco, burocracia pública e reduzindo litígios que sobrecarregam o Judiciário”afirmei anotar.

O órgão indica que como pode promover “mais harmonia e eficiência na gestão fiscal”mais que, “Se os governos estadual e federal não pagam o IPTU de seus imóveis aos municípios, não é razoável que os municípios continuem pagando impostos na aquisição de bens e serviços para essas entidades.”

Por fim, a Frente Nacional indicou que continuará atuando para fortalecer os municípios, além de “buscar um sistema tributário mais justo e equilibrado”.

“É preciso garantir uma distribuição justa e equitativa dos dois recursos, considerando as demandas específicas de cada entidade. Prefeitas e prefeitos confiam no diálogo, no âmbito do Senado, para promover o federalismo cooperativo e evitar o colapso dos serviços públicos nas cidades mais populosas”adicionado à nota FNP.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *