Preço médio da gasolina tem leve queda pela 5ª semana seguida

[ad_1]

Pesquisa da ANP aponta que o valor de venda do óleo diesel e do etanol se manteve estável nesta semana

O preço médio da gasolina comum vendida no Brasil foi de R$ 5,80 na última semana, mostra pesquisa da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) divulgada nesta 6ª feira (29.set.2023). Embora o valor ainda esteja alto e próximo da máxima do ano (R$ 5,88), esta é a 5ª semana seguida que o combustível apresenta ligeira queda nos preços.

Em comparação ao início do ano, acumula aumento de 13,2%. No 1º balanço semanal da ANP em 2023, a gasolina era vendida a R$ 5,12. Na última semana, os maiores valores médios de venda do combustível foram registrados no Acre (R$ 6,75), Amazonas (R$ 6,58) e Rondônia (R$ 6,49).

Já o preço do diesel se manteve no mesmo patamar pela 3ª semana, em R$ 6,10. Ainda assim, é o valor mais alto desde fevereiro. O preço médio do etanol também ficou estável, em R$ 3,64.

A tendência é que os preços sigam em alta até o final do ano, diante dos cortes na produção de petróleo na Arábia Saudita e na Rússia. Isso deve ser agravado pela valorização do barril Brent no mercado internacional, o que pressiona a Petrobras.

O caso do diesel é o mais delicado. O Brasil importa cerca de 25% do que é consumido internamente. Como a nova política de preços da Petrobras não segue totalmente o cenário externo, cria-se uma defasagem crescente entre os preços internos e os praticados internacionalmente, o que dificulta as importações.

O cenário só não era pior até agora porque o Brasil, sobretudo a Petrobras, intensificou nos últimos meses a compra de diesel da Rússia. Em guerra, o país vinha exportando a preços menores, já que tem restrições no comércio internacional com vários países e precisava escoar o derivado.

No entanto, nesta semana a Rússia anunciou restrições temporárias na exportação de diesel e gasolina. O objetivo é equilibrar a oferta no mercado interno do país. A medida deve afetar o mercado brasileiro nas próximas semanas.



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *