Pesquisa interna sobre Benefícios Corporativos

[ad_1]

Para reter bons profissionais e conseguir manter a empresa em um crescimento ascendente a médio e longo prazo, os colaboradores precisam estar satisfeitos e motivados no ambiente de trabalho. O quesito salário já não é mais suficiente para a retenção de talentos e também não implica em qualidade e produtividade no trabalho — mesmo os profissionais mais talentosos não dão o seu melhor se estiverem sob um clima organizacional ruim. Quer entender melhor? Então continue a leitura!

O que fazer para conseguir manter um bom nível de satisfação e motivação na empresa?

Para manter uma relação saudável e produtiva com a empresa e colaboradores e com os colaboradores entre si é necessário que o RH adote uma postura estratégica, analisando indicadores e identificando oportunidades de crescimento. Você pode entender mais sobre essas medidas com o nosso guia sobre RH Estratégico.

Dentre as ações de motivação que uma empresa pode adotar, vamos abordar neste artigo uma que acaba sendo muitas vezes negligenciada: benefícios corporativos. Algumas dessas ‘vantagens’ dadas aos funcionários são obrigatórias, como férias, décimo-terceiro e vale-transporte, ao passo que outras como gym-pass, flexibilidade e PLR ​​são facilidades, sendo possível contratá-las através de uma corretora de benefícios.

A cada ano que passa mais opções são criadas ao leque de benefícios corporativos para funcionários e, embora muitos deles não sejam obrigatórios, empresas players no mercado os utilizam como diferenciais da empresa, posicionando a sua oferta de forma expressa à cultura da empresa, transmitindo ao colaborador o senso de que o seu bem-estar é algo valorizado pela instituição. Dito isso, é importante que a sua empresa se mantenha competitiva nesse aspecto, já que é um grande diferencial em processos de atração e retenção de talentos.

Para entender como e a satisfação dos funcionários com os benefícios oferecidos pela sua empresa, preparamos um modelo de avaliação. Nele será possível obter conhecimentos sobre a satisfação dos funcionários com os que são oferecidos atualmente bem como entender quais são os mais desejados e de quanto os profissionais estão dispostos a abrir mão para conseguí-los — além de obter uma visão endossada por dados de um dos pontos a serem melhorados na empresa, a ação faz com que o colaborador sinta que os seus anseios são levados em conta no planejamento da empresa.

Como aplicar o treino?

É necessário que seja explicado aos funcionários a orientação do orientado: avaliar os pontos positivos e negativos do que é oferecido atualmente e que fazer, dentro das possibilidades da empresa, para que um maior número possível de funcionários satisfaça.

Na divulgação do preenchimento recomendamos que seja estipulada uma data limite para as respostas e que antes de acabar o prazo seja enviada novamente outro comunicado relembrando sobre a pesquisa, caso contrário as pessoas acabam esquecendo, principalmente os setores mais atribulados.

Recomendamos também que assim que as respostas forem seguidas, e que o planejamento tome forma, seja divulgado aos funcionários o resultado da pesquisa, ressaltando os pontos positivos e negativos levantados pelas respostas, assim como apresentar uma perspectiva de melhoria aos pontos que trazem maior insatisfação. É importante também que esse feedback seja apresentado o mais rápido possível para que os colaboradores não sintam que esse ponto foi esquecido pelos organizadores.

Para baixar o material é gratuito, basta acessar a nossa página, preencher as informações e enviaremos uma cópia do modelo!

Nova frase de chamariz