Nubank anuncia licença parental de 120 dias para funcionários

[ad_1]








O Nubank nasceu, em 2013, para desafiar o status quo, e um dos nossos pilares mais importantes é a missão de construir tempos fortes e diversos. Pensando nisso, anunciamos hoje um novo benefício para os mais de 6 mil Nubankers: a licença parental de 120 dias, que inclui todos os gêneros e núcleos familiares.

A medida vale para todos os escritórios do Nubank, no Brasil, Colômbia e México, onde atuamos, e também para os escritórios operacionais na Alemanha e nos Estados Unidos.

“Esse é um benefício totalmente autônomo com os nossos valores no Nubank, uma vez que possibilita que todas as famílias possam desfrutar desse momento tão importante que é a chegada de um filho, independentemente da maneira como essa família foi vivida.”

Vitor Olivier, líder do RH do Nubank

No Brasil, o Nubank já garante 180 dias de licença após o parto, e esse benefício segue exatamente igual.

“Acreditamos que tais políticas são pequenos passos que ajudam a reduzir a desigualdade de gênero, ao mesmo tempo em que queremos empoderar nossos funcionários para tomarem a melhor decisão para suas famílias, assim como buscamos fazer com nossos clientes e nossos serviços.”

Vítor Olivier

O Nubank foi uma das primeiras empresas no Brasil a implementar o trabalho remoto, em março de 2020, e desde então todos os Nubankers estão trabalhando de casa, com equipamentos fornecidos pela empresa – incluindo cadeira e mesa de escritório, acessórios como monitores e um auxílio em dinheiro para os gastos adicionais, como internet e eletricidade.

Os funcionários com filhos também contaram com sistemas de apoio oferecidos pelo Nubank, com palestras e aconselhamento on-line. Há ainda um grupo de sintomas com mais de 230 membros, o Purple Parents, que reúne periodicamente pessoas com filhos para discutir temas importantes e promover encontros regulares com pautas interessantes para esse público.

Leia mais:

Diversidade racial no Nubank: o que fazemos – e porque isso ainda é só o começo

Orgulho no trabalho: como é ser LGBTQIA+ no Nubank

Mulheres e tecnologia: conheça a história de 3 engenheiras de software do Nubank

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *