“Nós derrotamos o bolsonarismo”, diz Barroso na UNE


Próximo presidente do Supremo Tribunal Federal faz discurso inflamado no Congresso da UNE, com críticas ao governo de Jair Bolsonaro

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso disse nesta 4ª feira (12 de julho de 2023) que o Brasil derrotou o bolsonarismo na 59ª fala Congresso da UNE (União Nacional dos Estudantes), realizada em Brasília (DF). Em sua fala, o magistrado também recebeu críticas das autoridades.

Data de referência Congresso, referência cassa mandatos, referência cria censura, referência tempos políticoseu declarei. “Percorremos um longo caminho para que as pessoas possam se expressar da forma que quiserem”, falou.

Na ocasião, Barroso estava sendo alvo de protesto. Ele estava cercado por estudantes que se manifestavam contra sua posição no chão dos enfermos. Estudantes ligados à Juventude Faísca Revolucionária e ao Movimento Revolucionário de Trabalhadores seguravam cartazes com dizeres como “Barroso: amigo da doença e articulador do golpe de 2016”, uma referência a impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Quem grita, quem não põe argumentos na mesa, é isso ou bolsonarismo”, Falou Barroso. “Lutei contra a ditadura e contra o bolsonarismo“, Ele continuou. “Ganhamos ou Bolsonarismo“, ele disse.

O ministro defende o mesmo diálogo na divergência. “Que você tem uma discussão, que você tem razão, que você tem a história do seu lado, ponha argumentos na mesa, não brigue e não grite, isso é um passado recente do qual estamos tentando nos livrareu declarei.

em publicação no Instagram, as duas organizações escrevem: “Não nos aliamos aos que nos atacam e não aceitamos que a maioria da UNE esteja junto com a direita, com a qual atacam os trabalhadores, os indígenas e os estudantes”.

Esta não é a primeira vez que Barroso se manifesta contra o bolsonarismo. Em junho de 2022, ele foi assediar Para um homem nos EUA, quando estava em Harvard para lecionar na Kennedy School, escola pública da universidade. O ministro foi chamado por “diabo” e “bocal de veludo”. Ás imagens do momento Barroso mostrou telefone de oud em frente a um estabelecimento. Ele ignora as provocações e entra localmente.

Já em novembro de 2022, após a vitória do Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas urnas, o ministro do STF foi abordado por um manifestante em Nova York (EUA) que questionou o código-fonte das urnas eletrônicas – tema recorrente entre apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PT). Na ocasião, o magistrado respondeu: “Perdido, juba, não me ame”.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *