Mutirão de renegociação de dívidas do consumidor termina nesta 6ª

[ad_1]

Diferente do Desenrola, Renegocia! é monitorado por órgãos de defesa do consumidor e abrange diferentes tipos de débitos

O mutirão de renegociação de dívidas Renegocia! da Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor) termina nesta 6ª feira (11.ago.2023). Apesar da iniciativa ser direcionada às pessoas que possuem um nível de endividamento que ultrapassa sua capacidade de pagamento, qualquer consumidor que tenha dívidas em atraso pode participar do mutirão.

O Renegocia! não estabelece limites nos valores da dívida, nem de renda. O mutirão abrange débitos de diferentes setores, como instituições financeiras, empresas de telefonia, água e energia elétrica. Falta de pagamento de pensão alimentícia, de crédito rural e imobiliário não podem ser renegociadas por meio da iniciativa.

Para renegociar as dívidas, os consumidores devem  procurar os órgãos de defesa do consumidor (Procons, Ministério Público, Defensoria Pública e associações de defesa do consumidor) mais próximos da sua localidade. Os cidadãos com conta prata ou ouro no gov.br também podem aderir ao Renegocia! pelo portal consumidor.gov.br.

O mutirão concede condições especiais de pagamento e possíveis descontos aos endividados. Os interessados devem levar um documento com foto e os contratos das dívidas ao Renegocia!.

Diferente do Desenrola, programa de renegociação de dívidas lançado por Fernando Haddad (PT), o Renegocia! tem como principal objetivo a prevenção ao superendividamento. Além disso, o mutirão é acompanhado e monitorado pelos órgãos de defesa do consumidor.

No Desenrola, os cidadãos poderão renegociar somente dívidas bancários de até R$ 5.000. Para aderir ao programa, a renda do consumidor não pode ultrapassar 20.000 reais.

Leia como fazer a negociação no portal consumidor.gov:

  1. acesse consumidor.gov.br usando a sua conta Gov.br prata ou ouro;
  2. Selecione o credor para formalizar o pedido;
  3. No campo “Problema”, clique na opção “Renegociação/parcelamento de dívida”;
  4. no campo “Descrição da Reclamação”, informe a intenção de participar do Renegocia!.



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *