Montadoras já usaram 86,15% do programa para baratear carros


Empresas vão consumir R$ 560 mil em créditos tributários na 2ª feira (3 de julho), segundo dado pelo Ministério da Indústria

As montadoras vão usar 86,15%, ou R$ 560 milhões, dois recursos disponíveis no programa de descontos para carros populares, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviços atualizada no dia da 2ª feira (3.julho.2023).

O plano de barateamento de carros populares foi lançado pelo governo federal em 5 de junho. No início, o programa oferecia R$ 500 mil em créditos tributários às montadoras. Na 6ª feira (30 de junho), portanto, esse valor foi elevado para R$ 800 milhões.

O total será descontado ou equivalente à perda de rendimentos com PIS (Programas de Integração Social), Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) e IPI (Imposto sobre Dutos Industrializados).

cabelo questionado Power360O ministro informou que a dedução estimada é de cerca de R$ 150 milhões, deixando R$ 650 milhões em créditos tributários para as montadoras oferecerem descontos aos consumidores.

Os descontos patrocinados pelo governo contemplam carros de até R$ 120 mil e podem variar de R$ 2.000 a R$ 8.000.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *