Lula se reúne com Alemanha e Dinamarca por acordo Mercosul-UE


O Presidente está em Bruxelas, na Bélgica, onde participa na 3.ª Cúpula Celac-União Europeia, que junta 60 países de duas regiões

ou presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) terá 4 encontros bilaterais na 3ª feira (18 de julho de 2023) em Bruxelas, na Bélgica. O principal objetivo das conversas com os líderes europeus será obter apoio para viabilizar o acordo entre o Mercosul e a União Européia, além de garantir recursos para anos de preservação ambiental no Brasil.

O chef executivo brasileiro também participa da plenária da 3ª Cúpula Celac-União Europeia. A Celac é um acrônimo para Comunidades dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos. O encontro reúne 33 países latinos e 25 europeus. Leia abaixo a agenda do petista na 3ª feira.

O Brasil espera que a primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, anuncie recursos para o Fundo Amazônia.

A fazenda foi criada em 2008 com doações da Noruega e Alemanha. Ele foi suspenso durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e retomado no início de 2023 por Lula.

Na 2ª feira (17 de julho de 2023), a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que o grupo europeu investirá € 45 bilhões, cerca de R$ 242 bilhões, na América Latina e Caribe, em projetos de infraestrutura , climático e digital para fortalecer o comércio da União Europeia com outras regiões do mundo e combater as mudanças climáticas.

ENCONTRO COM OLAF SCHOLZ

Lula também se encontrará com o chanceler alemão, Olaf Scholz.

Será o 3º encontro entre os 2 dirigentes este ano. O alemão esteve em Brasília no dia 30 de janeiro para uma visita a Lula. Na época, o presidente brasileiro disse que queria datar o acordo Mercosul-UE no final do 1º semestre de 2023.

Em maio, os dois voltam a se encontrar durante a cúpula do G7, realizada em Hiroshima, no Japão.

Lula e Scholz devem tentar, mais uma vez, chegar a um acordo entre os dois blocos econômicos. Na 2ª feira (17 de julho de 2023), o brasileiro defende um acordo “equilibrado”.

“A União Europeia é o 2º maior parceiro comercial do Brasil. Nossa corrente de comércio poderá ultrapassar este ano a marca de US$ 100 bilhões. Um acordo equilibrado entre o Mercosul e a União Europeia, que pretendemos concluir este ano, abrirá novos horizontes”ele disse.

A fala se deu durante um discurso sessão aberta do Fórum Empresarial União Europeia-América Latina, em Bruxelas, na Bélgica. O petista viajou ao país europeu para articular o acordo comercial entre os blocos.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *