Lula considerará gênero ao indicar nome ao STF, diz ministra


Presidente substituirá Rosa Weber no Tribunal; magistrado toma posse em outubro

À ministra da Mulher, Cida Gonçalves, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai analisar questão de gênero ou indicar nome para substituir Rosa Weber no STF (Supremo Tribunal Federal). O magistrado fixará residência no dia 2 de outubro.

Defendo as mulheres nos espaços de poder. Acho que vamos avançar. O Lula considerará isso na hora de nomear e ouvir com amor”, declarou Cida em entrevista ao portal metrópoles na 6ª feira (30 de junho de 2023).

Ele vai ouvir ministros e outras pessoas, mas acredito que não vai diminuir [o número de mulheres no STF]. Não quer dizer que vá influenciar, mas acredito que o presidente Lula tem sensibilidade para perceber isso”, completa vc.

Lula tinha duas vagas para preencher em 2023 no STF e houve forte pressão para que uma mulher ou um homem negro possa escolher. Esse mês não venho, ó presidente indicado advogado dele Cristiano Zanin Martins47 anos, por uma vaga Ricardo Lewandowskique estabelecidos em 11 de abril.

A indicação de Zanin ao STF foi aprovado em 21 de junho pelo Senado. Com isso, poderá se tornar não-Supremo, pelos critérios atuais, a partir de 15 de novembro de 2050, quando completará 75 anos.

Questionada se uma mulher negra poderia ser a indicação de Lula para o segundo turno, Cida Gonçalves disse que veria uma abertura para Lula promover a diversidade na Corte.

Vejo espaço para ter diversidade. O presidente Lula tem mostrado isso, está discutindo. A fala dele na França foi muito importante, dizendo que os países precisam enfrentar as desigualdades raciais, de gênero e ambientais”, afirmei.

Ele colocou essas missões, é uma diretriz permanente para ele. Então, eu espero que sim”, declarou o ministro.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *