Jornal nacional mais antigo do mundo encerra edição impressa


A última edição do “Wiener Zeitung” austríaco foi vendida na 6ª feira (30 de junho); noticiário diário foi produzido desde 1703

O diário austríaco wiener zeitung, que se diz a mais antiga do mundo, imprimiu sua última edição na 6ª feira (30 de junho de 2023). O jornal diário deixará de circular após 320 anos devido a uma lei aprovada no país em abril. Agora, o diário passará a ser chamado WZ e continuará com as publicações online.

Fundada em 1703, ou wiener zeitung É conhecido por sua qualidade jornalística e por seus pontos de vista politicamente independentes e também atua como jornal oficial, publicando informações sobre empresas nacionais. O jornal chamava-se inicialmente Wiennerisches Diariummas foi refutado em 1780 e pertence ao Estado austríaco desde 1857.

Na edição final, a capa do jornal representou a época em que o veículo acompanhou a história da Áustria. “320 anos, 12 presidentes, 10 imperadores, 2 repúblicas, 1 salário”carimbado

Capa da última edição impressa pelo jornal Wiener Zeitung

Agora, acredita-se que o jornal nacional impresso mais antigo do mundo ainda está em circulação alemã ou alemã Hildesheimer Allgemeine Zeitungpublicado pela 1ª vez em 1705.

Nesse ínterim, o título foi respondido por Gazzetta di Mantovajornal local italiano que teria sido publicado pela 1ª vez em 1664. Já o Diário de Londresjornal oficial do governo do Reino Unido que não informa notícias, data de 1665.

Em 27 de abril, ou Parlamento Austríaco passado Uma nova lei que não exige mais do que a publicação dos anúncios na edição impressa do jornal. Tão curto quanto a principal fonte de financiamento do jornal.

“Não é papel da República gerir e financiar um salário diário”disse, em 2021, o então chanceler austríaco Sebastian Kurz quando os motores se viram pela 1ª vez.

Segundo a revista alemã Der SpiegelEssa mudança resultou em um prejuízo estimado de € 18 milhões (cerca de R$ 95 milhões, a preços atuais) para o editor e obrigou diariamente a ocupar 63 cargos, incluindo a redução de sua equipe editorial de 55 para 20 funcionários.

JORNALISMO DE QUALIDADE SEM PAPEL

Neste sábado (1º de julho de 2023), ou diariamente publicado um editorial intitulado “Jornalismo de qualidade também se faz sem papel”não que expliquei como será a cobertura do jornal, que agora se chamará WZem publicações online.

“Não seremos mais um ‘dia inteiro’ – não haverá mais cobertura esportiva, previsão do tempo e grades de programas. […] Continuaremos a fazer jornalismo independente e crítico de qualidade. Não está mais no papel”, projeto ou editor.

Sobre a mudança de nome, o jornal afirma que tenho “Mandato de direito público para fazer jornalismo para todos na Áustria”. “Como uma marca de recomeço, estamos deixando um pouco para trás nosso nome com foco em Viena”, disse. O antigo nome se traduz em “jornal vienense” em português.

QUALQUER WZ Continua a ser financiado pelo governo austríaco, com condados independentes. Entretanto, as notícias não serão mais diárias e factuais como antes. Além do conteúdo no site, ou WZ Ele também diz que manterá um podcast semanal e um documentário em vídeo mensal. O jornal também afirma que pretende voltar com um produto impresso em 2024.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *