Haddad diminui o tom sobre Campos Neto após queda dos juros


Ministro da Fazenda afirma ter “diálogo de altíssimo nível” com presidente do Banco Central

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, diminuiu o tom de críticas sobre o presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, depois de a instituição financeira ter anunciado a redução da taxa básica de juros em 0,50 ponto percentual nesta 4ª feira (2.ago.2023). Eis a íntegra do comunicado (132 KB).

Haddad afirmou ter um “diálogo de altíssimo nível” com Campos Neto, assim entre as equipes técnicas de cada órgão. “Nunca faltou nenhuma abertura, nenhum lado, sentar e dialogar a respeito das decisões corretas que precisam ser tomadas”, declarou.

“A gente vai dialogando. Vai trocando impressões, informações, dados, sensibilidades que constroem o caminho comum. […] Nesse período todo em que houve divergências, sempre mantivemos uma um diálogo de altíssimo nível, a começar pelo presidente Roberto Campos, que sempre demonstrou muita abertura no diálogo”, afirmou.

Embora tenha mantido um tom mais amigável com o anúncio de redução da taxa Selic, o ministro da Fazenda teceu críticas a Campos Neto pelo menos 4 vezes de julho a agosto deste ano.

Veja abaixo:

1389827[/galeria]



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *