Há questões a resolver, diz Alckmin sobre acordo Mercosul-UE


Vice-presidente reuniu-se com o Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, para debater o tema

Em viagem a Portugal, ou vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) reuniu-se com o Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, e com o Primeiro-Ministro, António Costa. Entre os assuntos abordados, ele não encontrou um acordo entre o Mercosul e a UE (União Europeia).

Vivemos um momento muito especial. Não há ninguém mais próximo da Europa do que da América Latina. Temos uma identidade cultural. Então essa parceria é muito importante”, disse Alckmin a jornalistas não 11.º Fórum Jurídico de Lisboa.

Segundo o vice-presidente, “ainda há missões a serem resolvidas”, citando que o Brasil entende que algumas ações do acordo devem ser revistas. “Precisamos de um tratado equilibrado.

No discurso de encerramento do evento, Alckmin afirmou que o acordo vai dar “geopolítica mundial um grande sinal de que é possível avançar e abrir novos mercados”.

PRESIDENTE DE PORTUGAL

Rebelo de Sousa também comentou as negociações. O português dese ser “fundamental” o quê ou acordo Mercosul-UE”Seja celebrado o mais rápido possível. Ser viável, durante a presidência espanhola”. A Espanha assume a liderança do bloco europeu no dia 1º de julho, e não posta há 6 meses.

No encontro com os chefes de estado e de governo de Portugal, Alckmin reuniu-se com empresários de dois setores da defesa, aeronáutica, portos, aeroportos, infraestrutura, turismo, hotelaria e petroquímica. Segundo ou vice-presidente, ou objetivo do encontro foi “vamos fortalecer nossos laços”. Ele não dá detalhes das conversas.


Leia mais sobre o Lisbon Legal Forum:



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *