Governo quer bolsa de incentivo para ensino médio, diz Camilo Santana


Ministro da Educação afirmou que Lula deve enviar um projeto para o Congresso sobre o tema em setembro

O ministro da Educação, Camilo Santana, afirmou na 2ª feira (28.ago.2023) que o Governo pretende criar uma “bolsa permanência” para alunos do ensino médio, a fim de evitar a evasão escolar.

Segundo Santana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve enviar, ainda em setembro, um PL (Projeto de Lei) sobre o tema para o Congresso.

“Precisamos garantir que o jovem permaneça no ensino médio porque a gente perde muitos alunos, principalmente na virada do 9º ano para o 1º ano do ensino médio”, afirmou em entrevista à TV Verdes Mares, afiliada da Globo no Ceará.

A medida foi estruturada depois de uma pesquisa do MEC (Ministério da Educação) constatar que há muitos jovens que abandonam os estudos no período citado por Santana. A idade, em geral, dos jovens nessa etapa é de 14 a 15 anos.

Questionado sobre detalhes do projeto, como o valor da bolsa ou o formato de distribuição, o chefe da pasta da educação disse que ainda está sendo estruturado e que depende do montante disponível para ser repassado aos jovens.

“Depende muito da questão orçamentária. É importante lembrar que quando nós assumimos o MEC, houve um corte orçamentário significativo. Então, as primeiras medidas que nós tomamos foi recompor o orçamento”, afirmou.

Além da bolsa permanência, Santana também falou sobre outro anúncio que o governo pretende fazer, que é a criação, até outubro, de 1 campus do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) no Ceará.

“É importante tirar o ITA apenas da região sudeste e trazer para o nordeste brasileiro […] Até porque, quase 1/3 dos alunos que ingressam no ITA são cearenses ou estudam no Ceará.”

No início de agosto, Santana assinou, juntamente com o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, um termo de cooperação técnica para a criação desse campus. A intenção é utilizar a estrutura da Base Aérea de Fortaleza para a instalação do instituto.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *