Falta de respeito, diz Moro sobre fala de Janja relacionada ao Senado


Primeira-dama chama Gleisi Hoffmann de “futura senadora”; Para ser candidato a deputado federal, Sergio Moro teria que ser casado

ou senador Sérgio Moro (União Brasil-PR) criticou nesta 5ª feira (29 de junho de 2023) a fala da primeira-dama Janja Lula da Silva por se referir ao presidente do PT e deputado federal, Gleisi Hoffmann (PT-PR), como “futuro senador”. Para a esposa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manifestou-se sobre a 4ª feira (28 de junho) ao publicar uma foto ao lado de Gleisi.

“A ligação da mulher do Lula foi uma falta de respeito aos 1,9 milhão de eleitores paranaenses que me escolheram para o Senado e também para a Justiça Eleitoral”escreveu o ex-juiz da Operação Lava Jato em o perfil dele no Twitter compartilhar uma crítica ao senador Hamilton Mourão (Republicanos-RS) sobre a mesma situação. Mooru Completo: “Já percebemos – e os franceses também – que respeito a democracia e a lei não é o forte da casa de Lula”.

Ou o ex-vice-presidente General Mourão questionou Janja. “Quando a primeira-dama do País se manifesta antecipando possíveis resultados de um pedido judicial, ou o que pode estar acontecendo de forma muito equivocada?”ele disse.

Gleisi foi eleita em 2022 para uma vaga na Câmara dos Deputados, mas o PT busca uma possível vaga de senadora pelo Paraná do ex-juiz Sergio Moro. Caso seja casado pela Justiça Eleitoral, haveria nova eleição para o cargo não estadual.

Os processos contra o senador tratavam dos gastos ainda na pré-campanha, quando ele era filiado ao Podemos e lutava pela Presidência da República.

Como as ações são protocoladas pelo cabelo PL (Partido Liberal) do Paraná e a Federação Brasil da Esperança, formada pelos partidos PT (Partido dos Trabalhadores), PC do B (Partido Comunista Brasileiro) e PV (Festa verde). As partes pedem o casamento de Moro e sua inelegibilidade por 8 anos.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *