É de Lula decisão sobre projeto de filhos de militares, diz relator


O senador Carlos Viana afirma que o texto da pensão é de competência exclusiva do presidente; Não há tempo para o PT apreciar ou emitir

ou senador Carlos Viana (Podemos-MG) decidiu na 4ª feira (5.julho.2023) voltar a Sugestão 20 de 2019 que propõe acabar com a pensão dos filhos de militaresem indicação ao Executivo. Ou seja, agora, uma decisão sobre um possível fim da atuação poderá ser analisada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Não comparecendo, Viana afirmou que uma proposta legislativa estaria entre a “iniciativa privada” do Presidente da República. Mencionado ou art. 61, § 1º, II, alínea f, da constituição (Leia abaixo) basear a decisão. Ou o texto é na HRC (Comissão de Direitos Humanos) do Senado e é relator do deputado. Você está em todo (100 KB).

“Eventual projeto de lei para o aperfeiçoamento da matéria deverá provir do Poder Executivo, não cabendo autoria parlamentar”eu afirmei. Segundo regimento do Senado, não há prazo para o texto ser enviado à Presidência da República. Também não há prazo para uma análise de Lula.

Além disso, a Constituição cita a palavra “remuneração” e não especificamente “pensão”. Por ser um papel restritivo e não interpretativo, a ausência da palavra “pensamento” pode ser uma eventual justificativa para uma eventual lagoa de sugestão. Leia abaixo o que estabelece a Carta Magna:

Em sua opinião, o senador do Podemos também sugeriu que o Executivo faça uma “Estudo de viabilidade de envio ao Congresso Nacional do projeto de lei de aperfeiçoamento das regras que rege a previdência militar dos militares”.

PROJETO QUER FIM DA PENSÃO

A Sugestão 20 de 2019 está na Comissão de Direitos Humanos da Casa Alta desde 2019. O texto surgiu de uma ideia legislativa enviado por uma cidade no e-Cidadania. Em 2018, a proposta recebeu 20 mil apoios e virou Sugestão no Senado. Oh tudo, medo 57.392 apoia

“isso [pensão para filhos de militares] É preciso acabar, porque são sugam ou nosso dinheiro, vivemos com essas regalias, sem pensar em trabalhar, tenho saúde pra isso, sem contar que temos muito para os cofres públicos”redator ou autor da Idéia Legislativa nº 108.750.

Na comissão desde 2019, o projeto para acabar com a pensão dos filhos de militares passou pelo relato de 7 deputados diferentes. Forme-os:

Com exceção de Paulo Rocha, que deixou o relato da proposta de sua saída da CDH, todos os demais parlamentares decidirão retornar à Sugestão 20 de 2019 para que o texto seja redistribuído a outro membro do colegiado.

As sucessivas desistências denotam o quão delicado é o debate em relação à proposta, dada a relevância institucional das Forças Armadas.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *