Covid trouxe prejuízo de R$ 24,1 bilhões aos pequenos negócios


Segundo estudo do Sebrae em parceria com o Ipea, mais de 716 mil empresas dataram durante a pandemia

Cerca de 716 mil pequenos negócios vão abrir portas de março a junho de 2020, primeiros meses da pandemia de covid-19. O prejuízo com a situação foi de R$ 24,1 bilhões. Os dados são de um estudo inédito de Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) com base em dados de IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Rafael Moreira, assessor do Sebrae Nacional que participou do levante, disse que os setores de comércio e serviços são os mais afetados e que o impacto real da pandemia pode ser mais grave.

“Hoje estamos em outro momento, mas a tendência é que as perdas tenham sido maiores. A grande maioria das empresas está no mercado há mais de 2 anos com faturamento muito abaixo do normal”, afirmou o especialista em comunicado à imprensa. Você está em todo (2mb).

Segundo ele, o restante ainda representa uma perda de conhecimento que pequenos empreendedores poderiam adquirir. Vale destacar também a abnegação suscitada pela situação.

O estudo ainda destaca a necessidade de políticas públicas para minimizar os efeitos da pandemia de covid-19. Falaram na redução da Selic, taxa básica de juros, em 13,75% a partir de setembro de 2022. O objetivo seria facilitar ou financiar micro e pequenas empresas.

“Sem dúvida, precisamos trabalhar para facilitar a obtenção de crédito e baratear os financiamentos, reduzindo os honorários advocatícios, obtendo mais garantias, além de trabalhar na produtividade, eficiência e marketing digital das pequenas empresas para que se tornem mais competitivas”declarou Rafael Moreira.

ou estudar “Covid deixa sequelas: a destruição do capital social das micro e pequenas empresas como consequência da pandemia de covid-19” Ela foi feita por Moreira e Mauro Oddo Nogueira, do Ipea.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *