Cirurgia cardíaca de Gleisi foi realizada “com sucesso”, diz hospital

[ad_1]

Boletim médico informa que presidente do PT está na UTI com “sinais vitais estáveis” que indicam “recuperação progressiva”

O hospital DF Star informou na tarde deste sábado (30.set.2023) que a cirurgia cardíaca da deputada federal e presidente do PT (Partido dos Trabalhadores), Gleisi Hoffmann (PT-PR), de 58 anos, se deu “com sucesso, sem quaisquer intercorrências ou complicações”. O procedimento foi realizado em Brasília (DF). 

Segundo o boletim médico, foi feita uma revascularização do miocárdio, com realização de 2 enxertos de artéria mamária para restaurar a circulação sanguínea adequada ao coração da congressista. Depois, Gleisi foi encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) como parte do procedimento padrão depois de “intervenções desta natureza”. Eis a íntegra (PDF – 107 kB).

“A equipe médica responsável permanecerá monitorando o estado de saúde da deputada, que até o presente momento, apresenta sinais vitais estáveis, indicativos de recuperação progressiva”, disse. O informe é assinado pela chefe da equipe médica, a cardiologista Ludhmila Hajjar, pelo diretor médico Allisson B. Barcelos Borges e pelo cirurgião cardiovascular Fernando Antibas Atik.

Por meio de seu perfil no X (ex-Twitter), o namorado de Gleisi Hoffmann, deputado Lindbergh Farias (PT-RJ), afirmou que a cirurgia foi “muito bem-sucedida” e “melhor impossível”.

“Quero agradecer a cada um de vocês, à essa militância do PT, à todo mundo que estava preocupado, que estava nas orações. Deu certo, viu? Foi muito importante a gente ter descoberto. Foi um exame de rotina, descobriu essa obstrução coronariana, que na verdade podia levar ela a um infarto. Então, a gente agiu na hora”, afirmou.

Na 6ª feira (29.set), a deputada do PT afirmou que a cirurgia seria resultado dos exames que realizou para investigar uma obstrução coronária. A petista está internada no hospital DF Star desde 5ª feira (28.set).

Em nota, o hospital afirma que o procedimento é realizado em casos de doença arterial coronária. Na cirurgia será colocado um enxerto de mamária e uma ponte de safena, que criam um novo caminho para o sangue fluir até o coração.

A artéria coronária fornece sangue e oxigênio para o coração. A obstrução ocorre, normalmente, pela formação de placas de gordura, reduzindo o fluxo de sangue para o órgão. Em alguns casos, as placas podem provocar um coágulo e ocasionar um ataque cardíaco.



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *