BYD comprará divisão chinesa da Jabil por US$ 2,2 bilhões


CEO da BYD Electronics diz que a aquisição “marcará o início de um novo ciclo de rápido crescimento”; empresa deve investir no Brasil

A chinesa BYD disse nesta 2ª feira (28.ago.2023) ter fechado um acordo com a norte-americana Jabil para comprar unidades de fabricação de componentes eletrônicos na China por US$ 2,2 bilhões.

Esta aquisição expandirá o negócio de componentes para smartphones e marcará o início de um novo ciclo de rápido crescimento”, declarou Wang Nianqiang, CEO da BYD Electronics, divisão de eletrônicos da empresa. “A aquisição também garantirá o desenvolvimento sustentável a longo prazo”, falou.

Kenny Wilson, CEO da Jabil, chamou o acordo de “transformacional” e afirmou que representará “a maior transação na história” da empresa. “Estou entusiasmado por poder trabalhar com uma empresa respeitável como a BYD Electronics para impulsionar este negócio com sucesso”, disse.

Conforme a agência Reuters, a Jabil Circuit, que fabrica placas de circuito impresso, criou neste mês uma unidade que absorveu seus negócios de fabricação de produtos em Chengdu e Wuxi –ambas cidades da China–, que agora serão vendidos ao grupo chinês.

BYD NO BRASIL

A BYD negocia junto ao governo da Bahia a compra da fábrica de Camaçari que pertenceu à Ford. A empresa anunciou, no começo de julho, a instalação de 3 plantas industriais na cidade baiana, com investimento de R$ 3 bilhões e previsão de criação de 5.000 empregos.

A BYD é uma das maiores fabricantes de carros elétricos do mundo. Quando esteve na China, em abril, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reuniu com o CEO da empresa, Wang Chuanfu. A ideia era que o acordo para a instalação de fábrica em Camaçari fosse selado durante a visita do chefe do Executivo ao país asiático, mas o anúncio foi adiado.

A planta de Camaçari foi utilizada pela Ford até 2021, quando a montadora norte-americana anunciou o fim da produção de carros no Brasil e demitiu cerca de 4.000 trabalhadores na região.

Segundo o plano anunciado em julho pela BYD, o complexo fabril na Bahia contará com 3 fábricas para produção de peças, linhas de montagem dos veículos e processamento de lítio e ferro fosfato.

Serão fabricados 7 modelos de carros elétricos e híbridos nas instalações, com capacidade de produzir até 150 mil veículos por ano. Os modelos que serão feitos no Brasil foram expostos durante o evento do Farol da Barra, em Salvador.

A expectativa é de que o complexo industrial da BYD inicie a produção de veículos no 2º semestre de 2024.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *