Brasil: 11 mortos e 20 desaparecidos após ciclone no sul


Pelo menos 11 pessoas morreram no estado do Rio Grande do Sul, no sul do Brasil, depois que um ciclone extratropical atingiu a região, segundo as autoridades do estado.

A tempestade na sexta-feira causou chuvas torrenciais e buscas de helicóptero foram realizadas em bairros alagados para encontrar outras 20 pessoas desaparecidas, disse o governo do Rio Grande do Sul.

Uma das mais atingidas na trilha do ciclone foi a cidade de Caraa, com uma população de mais de 8.000 pessoas.

“A situação em Caraá nos preocupa profundamente. É fundamental que possamos, de forma organizada, mapear rapidamente as principais áreas afetadas e identificar as pessoas que precisam de apoio”, disse o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que visitou a região.

Até a noite de sexta-feira, Maquine, um município na costa leste, havia recebido cerca de trinta centímetros de chuva, disseram as autoridades.

Muitos residentes nas áreas mais atingidas se abrigaram em instalações esportivas ao ar livre em suas cidades. As autoridades emitiram um alerta para o risco de deslizamentos de terra em várias áreas.

Leite disse que as autoridades realizaram 2.400 resgates nos últimos dois dias.

“Nosso principal objetivo neste primeiro momento é proteger e salvar vidas humanas. Estamos resgatando pessoas que estão retidas, localizando pessoas desaparecidas e dando todo o suporte às famílias”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *