Bolsonaro aciona STF para Lula explicar fala sobre armas


Em live, o presidente afirmou que o decreto de armas de seu antecessor era para “agradar o crime organizado”

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) apresentou ao STF (Supremo Tribunal Federal) uma interpelação criminal contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na 3ª feira (1º.ago.2023) pela fala do petista sobre a liberação de armas no governo anterior. Eis a íntegra do documento (273 KB).

Em 25 de julho, durante a live semanal “Conversa com Presidente”, Lula afirmou que o decreto de armas de Bolsonaro era para “agradar o crime organizado”. “Porque no fundo, no fundo, esse decreto de liberação de arma que o presidente anterior fez era para agradar o crime organizado”, declarou o petista.

Em outro momento da live, Lula critica o fato de Bolsonaro ter extinguido o Ministério da Cultura e fala que ex-presidente queria “criar o Ministério das Armas. O Ministério da Violência, o Ministério das Fake News, o Ministério da Mentira”. A declaração também foi citada na interpelação.

Na interpelação enviada ao STF, Bolsonaro pede que Lula se explique sobre 4 declarações na live. Ele pede que Lula:

  • ratifique as falas durante a transmissão;
  • esclareça o momento em que associa o decreto de armas de Bolsonaro com o crime organizado;
  • explique a frase: “Eles tentaram preparar um golpe. ‘Sifu’”; e
  • justifique a declaração sobre criação de um “Ministério das Armas”.

O documento protocolado no STF é assinado pela advogada Luciana Lauria Lopes. A interpelação será analisada por André Mendonça, indicado por Bolsonaro ao cargo de ministro da Corte.



Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *