Alerj deixa de pagar R$ 20 mi para reconstrução do Museu Nacional

[ad_1]

Assembleia diz que museu “não cumpriu as exigências” para o repasse prometido; instituição enfrentou grande incêndio em 2018

A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) deixou de pagar R$ 200 milhões ao Museu Nacional, da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), para ajudar na reconstrução do espaço afetado por incêndio de grandes proporções em 2018. A informação é do portal UOL.

De acordo com o museu, a casa legislativa havia prometido a transferência por meio do Fundo Especial do Parlamento Fluminense. Os repasses seriam feitos para a própria UFRJ, a fim de contribuir na reabertura do espaço até 2022. O prazo, no entanto, não foi respeitado.

A Alerj diz, porém, que o museu “não cumpriu as exigências” previstas para a ajuda financeira. A assembleia afirma que a instituição “queria receber a doação por meio da Associação dos Amigos do Museu Nacional, o que não é possível”. O repasse só pode ser feito ao órgão público responsável pelo prédio histórico, ou seja, a UFRJ.

Em contraposição, o Museu Nacional declara que a transferência via associação foi uma “solução de comum acordo”. Antes, a instituição ficava impedida de receber a verba via UFRJ porque o teto de gastos impedia a transferência. Com o fim da regra, o museu se disponibilizou a receber o repasse pela universidade.  

Em 2 de setembro de 2018, um incêndio de grandes proporções destruiu 85% do acervo do Museu Nacional do Rio de Janeiro. O local abrigava 20 milhões de itens, entre documentos, objetos, fósseis, múmias, mobiliário, coleções de arte e estudos científicos.

As obras de reconstrução começaram em novembro de 2021, depois de 3 anos de retirada de escombros e contenção da estrutura. O plano da instituição é reabrir o museu em 3 fases diferentes, previstas para serem concluídas em 2024, 2026 e 2028. As diferentes etapas liberarão novos espaços conforme as reconstruções avançarem no local.

Além dos R$ 20 milhões anunciados anteriormente pela Alerj, o museu precisa de R$ 180 milhões para finalizar o projeto em andamento.

O MEC (Ministério da Educação) informou que tenta parcerias públicas e privadas para garantir que a verba total seja obtida. O cálculo do órgão é que a recuperação do Museu Nacional sairá por R$ 450 milhões. Até o momento, R$ 265 milhões foram captados.



[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *